Nossa História

Spaço Visual

Em meados do ano de 1994, Ricardo Faria, paulista de nascença, mas mineiro de raiz e de coração, chegava a Belo Horizonte, terra natal de sua amada mãe, a quem perdera muito cedo. Embora nascido em outro estado, seu lugar era aqui, na terra do belo horizonte, na terra das Minas Gerais: e foi também aqui, na terra do pão de queijo, que pôde conviver com a sua madrinha, a Graça, que, de braços e coração abertos, o recebeu com carinho e muito amor, dando todo apoio na nova jornada que se apresentava. Em sua bagagem, Ricardo trazia, além da imensa saudade da mãe, disposição e garra para o trabalho. Ânsia de aprender e de fazer também vieram juntas: era visível a sua urgência de fazer tudo acontecer, de crescer. Tudo para ele era para ontem, e nada o impedia!

Com todo entusiasmo e vigor de seus 20 e poucos anos de idade, e apesar das dificuldades, era um jovem alegre e cativante, conquistava todos por sua simplicidade. Neste mesmo período, começou a trabalhar com serigrafia, produzindo adesivos para ônibus, o Busdoor - não tardou muito para que ele, com sua invejável força de vontade e dedicação, galgasse um novo degrau na sua carreira profissional, passando para a área comercial de uma empresa de mídia ônibus de BH responsável por desenvolver o seu trabalho no interior de Minas, de São Paulo e do Rio de Janeiro.

Urgente como ele só, e mesmo com o aumento de trabalho e de responsabilidade, Ricardo seguiu em frente, confiante na força divina e na vida: Deus, que chamou sua mãe, e, logo depois, seu pai, para conversar bem de pertinho, colocou em seu caminho Maria Aparecida - muito mais que apenas possuidora do nome de sua querida santinha brasileira, Maria Aparecida se tornou a Ninha sua esposa e mãe de suas duas lindas e amadas filhas, a Isabela e a Alice.

Depois de alguns anos trabalhando para a empresa que lhe apresentou o caminho da Publicidade em ônibus, e já com grande experiência acumulada nesse segmento, sua veia empreendedora falou mais alto: assim como sua mãe, seu talento nato pelos negócios desabrochou. Nasceu a Spaço Visual.

Agora, já casado e auxiliado pela sua esposa, Ricardo traz para o seu universo outra importante personagem, a Mag, Magnólia, disposta a somar e a ajudá-lo na concretização de seu sonho. Ricardo, Ninha e Magnólia tocaram junto um projeto de sucesso. Em pouco tempo, eles ousaram e fizeram a Spaço Visual se tornar uma das maiores e mais conceituadas empresas de mídia ônibus, mídia exterior e impressão digital, inclusive como uma das convertedoras 3M em Minas Gerais, com sede e parque gráfico próprio (este parque gráfico era a menina dos olhos de Ricardo! Ali dava gosto ver sua alegria e satisfação a cada trabalho impresso. Era igual à saída de uma pizza quentinha do forno, o que também era uma de suas muitas habilidades e prazeres: cozinhar para os amigos). Seu sorriso e emoção eram tamanhos que contagiavam todos ao seu redor!

Tudo caminhava bem. Aquele jovem de outrora se realizava como marido, pai e empresário. Finalmente, podia gozar um pouco da vida e aproveitar suas conquistas pessoais e profissionais. (...) Entretanto, os desígnios de Deus ninguém conhece ou pode mudar.
Em dia de lindo entardecer de Dezembro, antes mesmo de passar o natal com a família, apressadamente Deus chamou o Ricardo para conversar bem de pertinho: um acidente, uma fatalidade o tirou daqueles que tanto o amam. Tal fatalidade não tem explicação, a não ser a imprudência de terceiros que dirigem e dormem ao volante causando acidentes. Apenas acontece. Apenas aconteceu. (...) Terminou ali a caminhada de um ser único, ímpar, a quem Deus, em sua infinita bondade, nos permitiu conhecer e conviver por algum tempo!

O tempo que tivemos com o Ricardo, independente do quanto durou, nos foi muito breve. O nosso desejo ainda é o de conseguirmos voltas a menos no relógio, dias a mais de convívio e de levezas divididas. O nosso desejo é de que, como em um passe de mágica, e com auxílio do pó de pirlimpimpim, ele pudesse voltar e ficar um pouco mais entre nós, ele pudesse voltar e ficar muito mais entre nós, nos dar mais um abraço, mais um sorriso, e outro abraço e mais um abraço ou um aperto de mão quem sabe...

Grande no coração, na generosidade e no amor ao próximo, o Ricardo foi um ser diferente, especial. Na verdade, ele segue sendo um ser mais que especial, já que a caminhada, ainda que de outra forma, continua - uma energia tão linda, tão forte e tão poderosa jamais termina.

O que temos para hoje, além de amor e de saudade indizíveis, é um sonho que segue e um projeto de sucesso que, em nome do Ricardo, não pode parar.

Ricardo,
a Spaço Visual sempre seguirá com você. E sabemos que você também seguirá com a gente, de um lugar tão especial e eterno como você: dos braços e do espaço de Deus. Esteja em paz.